Opinión

Por Joel Michel Varona

Havana (Prensa Latina) Um grupo de jovens colombianos, que tinham adiado os seus sonhos por um conflito armado que durou mais meio século, chegaram a Cuba para materializar o seu desejo de estudar Medicina e contribuir a forjar uma nova nação sem minas nem balas.


Caracas, 4 set (Prensa Latina) A Assembleia Nacional Constituinte (ANC) completa hoje um mês no exercício das funções democráticas com avanços no objetivo de gerar ações para a solução das primeiras necessidades do povo venezuelano, no entanto o caminho continua tortuoso.


Quito,  (Prensa Latina) Garantir bom estado de saúde e prevenir doenças são parte das prioridades do governo nacional do Equador, onde hoje começa oficialmente o programa Médico do Bairro, para levar a atenção às comunidades.


Bogotá, 26 ago (Prensa Latina) A grande expectativa que existe na Colômbia ante o iminente começo do congresso fundacional que dará continuidade à existência da ex-guerrilha FARC-EP, resulta manifesta, apesar da aparente timidez com que a grande imprensa do país aborda o tema.


Caracas, (Prensa Latina) O escândalo de corrupção que abala hoje a Promotoria Geral da Venezuela ao parecer confirma recentes acusações contra a ex-ministra desse órgão, Luisa Ortega, acusada de gerar impunidade contra crimes puníveis.


Luanda,  (Prensa Latina) A Angola amanheceu hoje separada por uma semana das quartas eleições em sua história independente, quando no dia 23 se enfrentarão seis propostas pelo controle parlamentar.


Buenos Aires, (Prensa Latina) Os resultados das Primárias Abertas, Simultâneas e Obrigatórias (PASSO) marcam hoje o que se aproxima na Argentina nas legislativas do próximo dia 22 outubro com Cambiemos e Unidade Cidadã como as forças políticas mais destacadas.


Washington, (Prensa Latina) O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, se gabou hoje do arsenal nuclear de seu país em um contexto de ameaças contra a República Popular Democrática da Coreia (RPDC).


Por Orlando Oramas León

México (Prensa Latina) O governo do presidente Enrique Peña Nieto abandonou de jeito cru a sua tradicional doutrina Estrada em matéria de política externa, após anunciar cooperarão com o governo dos Estados Unidos nas sanções contra a Venezuela.


Cidade de México, 5 ago (Prensa Latina) O governo do presidente Enrique Peña Nieto abandonou de forma descarnada a tradicional doutrina Estrada em matéria de política exterior, depois de anunciar que colaborará com o governo dos Estados Unidos em suas anunciadas sanções contra Venezuela.


Caracas 2 ago(Prensa Latina) Depois das celebrações pelo sucesso das recentes eleições, o povo venezuelano define hoje os principais temas a debater na Assembléia Nacional Constituinte(ANC), que será instalada nas próximas horas.